A arte de seduzir sem enganar

Artigo publicado na revista Men's Health de Julho de 2008



Imagine! Prepara-se para o tal encontro. Quer que seja brilhante. Faz a barba, coloca o melhor after-shave, usa um bom hidratante e, claro, o seu perfume favorito. Faz para conjugar bem a roupa e tem ido ao ginásio para trabalhar esses músculos e tonificar os abdominais. Um passo já está dado para a conquistar. Mas será suficiente? Saiba como seduzir, como encantar e como ser irresistivelmente apaixonante. Mais, ainda, saiba como fazer perdurar o seu encanto, encontro após encontro.

O caro leitor deverá ter os seus próprios truques infalíveis e mais uma quantidade enorme de comportamentos inconscientemente adquiridos que utiliza sem saber muito bem porquê e para quê. Um exemplo muito característico prende-se com os telefonemas. Até é capaz de telefonar àquela mulher dos seus sonhos as primeiras vezes, para ver se a conquista. Quando o consegue, sabe (ou, pelo menos, pensa que sabe) que já a tem na palma da mão. O comportamento inverte-se um pouco. Aí, já não lhe telefona, pelo menos, não tão frequentemente e, muitas vezes, até já espera que seja ela a fazê-lo. É mais ou menos como se fosse um jogo de poder. Espera que passe a ser ela a telefonar-lhe ou a procurá-lo. Provavelmente, pensa que se as coisas forem assim é sinal de que a tem “controlada”. Mas, provavelmente, com isso só a fará pensar que é sempre ela a telefonar-lhe ou a procurá-lo sem retorno. Por outras palavras, é sempre ela a dar e a receber pouco ou nada da sua parte. Nunca pensou que este comportamento pode fazer só com que ela fique triste, irritada e desiludida consigo? Será que pensa que só por a ter na palma da mão agora, a terá para sempre a seu lado? Cuidado!

Mas também não caia no extremo oposto. Um homem "tipo cola" só vai fazer com que ela tenha vontade de o manter o mais afastado possível. A pressão e a persistência em excesso poderão ser técnicas que conduzirão ao fracasso absoluto qualquer relação. Se ela lhe der um NÃO, aceite-o calmamente. Não faça fitas, não seja chato, não pressione e, sobretudo, não perca a dignidade. Agora, se a resposta dela for um “Nim”, aí já é diferente. Tenha calma! Não queira ir demasiado depressa. Se não, daqui a pouco, ela põe-lhe um travão em cima ou, até mesmo, os patins. E passa rapidamente do “Nim” para o NÃO. Seria uma pena, não acha? Bem, já vimos que temos aqui dois extremos opostos: do desprezo à persistência. Dizem que no meio é que está a virtude. Mas, como conseguir esse intermédio? Pois, nem sempre é o mais fácil. Mas um primeiro caminho passa por:

1- Ser sincero e igual a si mesmo. Não queira fazer-se passar por alguém que realmente não é só para agradar àquela mulher que pretende conquistar. Provavelmente, preferia não ter que mostrar as suas limitações e fragilidades. Mas, não se esqueça de tudo o resto que tem de bom. E, depois, apanha-se mais depressa um mentiroso do que um coxo.

2- Não exagerar nas técnicas de sedução. Não quer vir a ser o bobo da corte, certo?! Que se riam consigo, tudo bem. Mas não faça com que se riam de si. Tranquilize-se, não tenha pressa, dê tempo ao tempo e, sobretudo, esteja em harmonia com ela e com os momentos que vos envolvem.

A aparência física pode ter muita importância quando um homem deseja atrair a atenção de uma mulher; mas, se pedirem às mulheres para descrever as características de um homem que as encante, a maior parte dirá que o preferem fazer de olhos fechados. Isto porque uma boa aparência alimenta a visão, mas uma boa personalidade cativa o coração.

Dra. Mónica de Sousa
(Psicóloga Clínica e da Saúde)
 

 

 

Contactos e informações:

Dra. Mónica de Sousa
Telemóvel: 91 907 11 22
Contacte por Email clicando aqui

 


SUGERIMOS AINDA QUE VEJA
artigos nesta categoria

Raptos e Pedofilia: como proteger os seus filhos sem os 'sufocar'
Raptos e Pedofilia: como proteger os seus filhos sem os 'sufocar'

Artigo publicado na revista Men's Health de Agosto de 2007

Certamente que está consciente das últimas notícias e de um dos temas mais levados para os debates t (ler mais)

ò papá, de onde vêm os bebés?
ò papá, de onde vêm os bebés?

Artigo publicado na revista Men's Health de Novembro de 2006

Aqui estão as respostas ideais para as perguntas mais estranhas e inquietantes sobre sexo com que os (ler mais)

Um homem também chora quando assim tem de ser
Um homem também chora quando assim tem de ser

Artigo publicado na revista Men's Health de Março de 2006

Quantas vezes já se viu perante situações em que teve de conter as lágrimas para não parecer lamecha (ler mais)


Inscreva-se na Newsletter

Email:
Confirmação - Escreva o seguinte número: 4547




Envie-nos a sua mensagem

Nome:
Email:

Telefone (opcional mas também importante)
Confirmação - Escreva o seguinte número: 4547

Mensagem