Sindrome de Peter Pan - medo de crescer devido às pressões para se casar e ter filhos



Diana:  Oi Dr. Mônica, tudo bom?! Prazer em conhecê-la. Meu nome é Diana e sou advogada. Então, Dr., eu tenho 25 anos, faço 26 no final deste mês ( 27 de Abril ). Só de pensar que daqui há 4 ( quatro ) anos estarei entrando nos 30, isso me deixa em pânico. Chego até a ficar depressiva!!!! Não gostaria nunca de completar 30 anos. Gostaria de permanecer p/ sempre com 20 e poucos anos. Acho que esse meu medo é devido ao fato de que tenho muito ainda p/ construir. O que devo fazer p/ não pensar tanto nos 30 anos, já que isso é uma coisa que simplesmente me apavora!!!! Um abraço, Diana

Dra. Mónica: Cara Diana! Já ouviu falar no sindrome do Peter Pan? Exactamente, é o menino que não quer crescer e que quer viver para sempre no mundo da infância. Todos nós passamos por várias fases de desenvolvimento ao longo de toda a nossa vida. Umas mais difíceis do que outras, como é o caso da adolescência, uma fase morosa que consiste numa nova adaptação física, hormonal e emocional. A fase do envelhecer também é bastante complicada porque, geralmente, é uma fase de declínio e de percas, tanto de capacidades, como da propria vida. Estas são duas fases criticas, mas também há muitas outras mais ou menos criticas que abalam cada um à sua mamneira. O que é que pensa de como é que será a sua vida aos 30 e em diante? o que lhe suscita, o que lhe traz à mente quando pensa nos 30 anos? Provavelmente, para si, os 30 anos pode ser uma fase de maior responsabilidade e de obrigações que acha que lhes são esperadas de si e que a Diana não pretente responder a elas, não pretende seguir o padão que é esperado. Um exemplo: pode ser esperado que uma mulher aos 30 anos esteja casada e que tenha filhos. Essa determinada mulher pode não ter ambições de se casar e de ter filhos. Mas, não poderá ela passar pelos 30 anos sem se casar e ter filhos? Terá ela obrigatoriamente que se casar e ter filhos porque já tem 30 anos?

No seu caso, Diana, acho que tentar não pensar nos 30 anos só vai fazer com que esses seus medos venham "ao de cima" com mais frequência. Tentar esconder, não resulta. Acho que o mais importante é perceber qual a razão desses seus medos, de perceber porquê, para poder lidar com eles depois mais facilmente. Para isso, aconselho a que a Diana reccorra a uma psicoterapia. Se precisar, estarei disponivel no 91 907 11 22 ou por skipe, se lhe fôr mais oportuno.

Atenciosamente,

Mónica de Sousa
Psicóloga Clínica
 

Diana: Olá, Dr. Mônica, é a Diana novamente. A senhora acertou em cheio o porquê do meu medo de completar 30 anos!!!! É exatamente por isso: Porque é esperado que uma mulher de 30 anos esteja casada e tenha filhos. Eu ainda não sei se quero casar e ter filhos, mesmo porque não estou namorando e também porque nunca apareceu um rapaz que me transmitisse a segurança necessária p/ eu poder dizer: É com ele que eu quero me casar. Mas também tenho muito medo das críticas alheias. As pessoas aqui em M., por ser uma cidade pequena, cobram muito que você se case e tenha filhos antes mesmo de completar 30 anos e quando isso não acontecesse você leva nome de coroa, balzaquiana e etc. Não sei se estou preparada para isso. Mas confesso que também tenho muito medo de envelhecer sozinha e não ter ninguém ao meu lado para me fazer companhia, afinal de contas não terei os meus pais p/ vida toda.... O que a senhora acha de tudo isso?!  Agradeço por ter respondido ao meu e-mail.

Atenciosamente,
Diana


Dra. Mónica: Cara Diana. A vida não acaba aos 30. Pois, pode arranjar um namorado a qualquer idade. E filhos; hoje em dia há muitas mulheres que preferem não ter filhos e viver para a carreira profissional. Mas aí como é uma cidade pequena, tal como nas aldeias, as pessoas são mais conservadoras e julgam mais facilmente os outros só por causa de crenças e preconceitos. Agora, a Diana tem que ver o que prefere: seguir atrás das outras "ovelhas" e fazer o que esperam de si ou ter uma vida de acordo com os seus valores e ideais de vida? Ou seja, por outras palavras, a Diana prefere evitar o risco de ter que ouvir as babuseiras das outras pessoas em relação a si ou, antes, correr o risco de ter um mau casamento, já que está stressada à procura de um marido, correndo o risco de poder ir com o primeiro que lhe pareça mais ou menos decente? Mesmo no email que me enviou disse-me que ainda não tinha encontrado um rapaz que lhe inspirasse confiança. Diana, não há um timing para as relações amorosas, nem um prazo. E para ter filhos, a menopausa costuma ser só por volta dos 40 anos. E não esteja já a prever um envelhecer sózinha. Porque ainda tem muita vida pela frente e, certamente, familiares e amigos que gostam muito de si. Não está sózinha. E, antes de se preocupar com o seu futuro longiquo e com as bobagens que as outras pessoas possam dizer, se marimbe nelas e viva a sua vida. A Diana é advogada. Gosta do que faz? Ainda é nova, deve ter muitos amigos, deve ter muitos momentos bons com eles. Portanto, viva a sua vida no aqui e agora. Se não ama ninguém de verdade, não se prenda nem tome uma decisão que pode ser difícil de voltar atrás. Seja qual fôr a decisão que tomar, ela deverá ser sua. Não deverá ser das pessoas da sua cidade que, provavelmente, não sabem quais são as necessidades da Diana. Só mais uma coisa, em primeiro lugar, a Diana deve pôr a sua felicidade e o seu bem-estar acima de tudo. Porque, se não fôr a Diana, ninguém o fará por si.

Tenha uma boa escolha, seja ela qual fôr.

Mónica de Sousa

(Psicóloga Clínica)


Diana: Olá Dr. Mónica, boa noite. Muito obrigada por ter respondido aos meus e-mails. Os conselhos da senhora foram de grande valia p/ mim. A senhora me fez enxergar coisas que eu até então não enxergava: um outro ponto de vista. Sinto-me melhor agora. Valeu!!!!! Que Deus te abençoe e te ilumine sempre.

Um abraço,

Diana

 

Contactos e informações:

Dra. Mónica de Sousa
Telemóvel: 91 907 11 22
Contacte por Email clicando aqui


SUGERIMOS AINDA QUE VEJA
artigos nesta categoria

Desentendimentos na relação amorosa - perca de um grande Amor
Desentendimentos na relação amorosa - perca de um grande Amor

Maria:  Boa tarde, Doutora Monica! Se puder responder, (ler mais)

Homossexualidade: aflição de mãe perante comportamentos de seu filho
Homossexualidade: aflição de mãe perante comportamentos de seu filho

Marisa:   Estou completamente desesperada. Vou contar toda a história para que o sen (ler mais)

Desentendimentos na relação amorosa - medo que o ex. interfira no novo relacionamento
Desentendimentos na relação amorosa - medo que o ex. interfira no novo relacionamento

Inês :  boa tarde dr.gostaria que me ajudasses estou muito aflita .recentemente termi (ler mais)

Pedofilia: o que fazer perante um pedófilo em redenção, mas também em tentação? Incriminá-lo ou poupá-lo?
Pedofilia: o que fazer perante um pedófilo em redenção, mas também em tentação? Incriminá-lo ou poupá-lo?

Irene :  Drª Mônica. Obrigada por se dispôr a ajudar pessoas c/ orienta&cc (ler mais)


Inscreva-se na Newsletter

Email:
Confirmação - Escreva o seguinte número: 4007




Envie-nos a sua mensagem

Nome:
Email:

Telefone (opcional mas também importante)
Confirmação - Escreva o seguinte número: 4007

Mensagem